É seu caráter quem abre ou fecha portas

Você já parou pra pensar que a forma como age, quem realmente é, pode abrir ou fechar portas? Criar oportunidades? Mudar totalmente a sua vida?

Há algum tempo tenho reparado que o valor humano tem caído em esquecimento. Caráter? O que é isso? Em linguagem comum o termo descreve os traços morais de personalidade, e pensando nisso, estes são formados pelo circulo de influência que decidimos viver. Diga-me com quem andas e eu te direi quem és!

“Ética é o que você faz quando está todo mundo olhando.
O que você faz quando ninguém está olhando, chama-se caráter!”
Autor desconhecido

Somos avaliados no mercado de trabalho apenas por um pedaço de papel contendo informações sobre nossa formação, para produzir, produzir e produzir, apenas nossos amigos e familiares sabem quem realmente somos. SERÁ? Onde entra a pessoa? O ser? Quem ele é ou o que almeja?

No dia 06 de Julho de 2012 li uma reportagem sobre um casal, morador de rua, que devolveu ao dono de um restaurante o valor de 20 mil reais que foi roubado poucos dias antes, e parei pra refletir o que fez, diante de tanta dificuldade e “salário” de 100 reais por mês, com que este casal devolvesse tal quantia. Teriam que juntar dinheiro durante 17 anos sem gastar nada do que ganhassem para conseguir juntar essa quantia. Para alguns seria muito mais confortável comprar comida, roupas novas, uma casa, etc. Poucos dias depois, li outra reportagem, dizendo que o casal havia recebido uma proposta de emprego para trabalhar no restaurante que ajudou a recuperar o dinheiro. Qual o currículo do casal? Onde moram? Que referência de mercado eles tem?

“Os pequenos atos de cada dia fazem ou desfazem o caráter.”
Oscar Wilde

Nossa, que FANTÁSTICO. Meritocracia! Este casal só foi merecedor da proposta de emprego por causa do seu caráter, de quem realmente são, dos seus valores e princípios. “Eu parei para pensar no que minha mãe falou para mim, para nunca roubar nada que é dos outros. Melhor ter o seu dinheiro suado do que usar um dinheiro roubado! Vou ganhar treinamento para me capacitar e aprender alguma coisa. Da limpeza até a cozinha, posso trabalhar onde quiserem.” disse Rejaniel, 36 anos ao portal G1.

Conversando com um amigo, ele relatou que quando morava na Noruega, viu um rapaz de terno e gravata, maleta na mão, scooter, indo para uma entrevista de emprego de um anúncio que havia visto no jornal. O anúncio dizia “Precisamos de advogados”. Aparentemente nada de estranho, se não fosse o fato desse rapaz ter cabelos razoavelmente compridos, pintados de azul, tatuado e usando piercings na orelha. Sim o rapaz é um advogado e conseguiu o emprego.

Algumas instituições inclusive, procuram antes de contratar o funcionário, conhecer sua família, amigos, meio social para avaliar se além de um ótimo profissional curricular, o candidato também é uma pessoa de boa índole e sociável, dedicando alguns dias apenas pra conhecer o indivíduo como pessoa e não tratá-lo apenas como objeto de mercado ou trabalho. Isso tem sido feito frequentemente com o uso de redes sociais, porém, nada se compara ao conhecer pessoalmente e vivenciar parte da rotina da pessoa.

À cada dia que passa, percebo que nada do que temos ou sabemos tem valor. O que você é, é o que realmente importa. Não adianta saber/ter se não souber colocar em prática os conhecimentos adquiridos. Nessas horas percebemos que currículo é bom, mas não é o único fator que deve ser avaliado.

Quantas vezes ao dia somos fiéis ao que realmente acreditamos? Aos ensinamentos “de berço”? Você dorme TODOS os dias sem se arrepender “de fato” de tudo que fez?

Reportagens citadas no artigo:
Moradores de rua encontram R$ 20 mil e os entregam para a PM em SP
Moradores de rua que acharam R$ 20 mil ganham proposta de emprego

Anúncios