O milagre do estar atento

Estar atento ao que sentimos em situações diversas é mais difícil do que parece, porém, necessário para um crescimento pessoal e espiritual.

Para se tornar calmo e submisso,  controlar a fera existente por dentro em momentos de cólera, é preciso se voltar ao centro, isolar o mundo, visualizar a situação de fora, refletir e tomar a decisão mais adequada e racional.

É importante não deixar o orgulho tomar conta nessas horas, sendo humilde e grato.

Momentos de explosão podem surgir, porém o arrependimento deve ser imediato e o perdão também, se responsabilizando pelos atos cometidos e não guardando nenhum tipo de rancor ou ódio. Dessa forma consegue tranquilizar o pensamento, o coração e ter uma melhor qualidade de vida.

Estar atento ao que pensamos, sentimos e fazemos é essencial para se viver em paz consigo e com os outros.

O texto abaixo não foi escrito por mim, mas por OSHO. Texto qual tomei o título emprestado para ilustrar essa nova publicação. Espero que gostem!

“A pessoa precisa começar observando o corpo, caminhando, sentando, indo pra cama, comendo. A pessoa deveria começar pelo mais sólido, pois isso é mais fácil, e então deveria se mover para experiências mais sutis.

A pessoa deveria começar observando pensamentos, e quando ela ficar especialista em observar pensamentos, então deveria começar a observar sentimentos.

Depois que você sentir que pode observar sentimentos, então deveria começar a observar seus estados de ânimo, ainda mais sutis e vagos que seus sentimentos.

O milagre do observar é o de que enquanto você observa seu corpo, seu observador se torna mais forte. Enquanto você observa os pensamentos, seu observador se torna mais forte ainda. Enquanto você observa os sentimentos, o observador se torna ainda mais forte. Quando você observa seus estados de ânimo, o observador é tão forte que pode permanecer ele mesmo.

Observar a si mesmo é como uma vela numa noite escura que ilumina não apenas tudo à volta, mas também a si mesma.

Observar é um processo eterno, você sempre vai se aprofundando, mas nunca chega ao fim. Quanto mais fundo você for, mais fica consciente de que entrou num processo eterno, sem nenhum começo e nenhum fim.

Mas as pessoas estão observando somente os outros, elas nunca se importam em observar a si mesmas. Todo mundo está observando. Este é o observar mais superficial. O que o outro está fazendo, o que o outro está vestindo, como ele aparenta. Todo mundo está observando. O observar não é algo novo a ser introduzido em sua vida, ele apenas precisa ser aprofundado, tirar dos outros e direcionar a seus próprios sentimentos interiores, pensamentos, estados de ânimo e, finalmente, ao próprio observador.

“Dois polacos foram dar uma volta e de repente começou a chover:
– Rápido! Disse um deles. Abra o seu guarda-chuva.
– Não vai ajudar em nada. Disse seu amigo. Meu guarda-chuva está cheio de furos.
– Então porque cargas d’água você o trouxe?
– Porque não achei que ia chover!”

Você pode rir muito facilmente dos atos ridículos das outras pessoas, mas você já riu de você mesmo? Você já se pegou fazendo algo ridículo? Não, você se mantém completamente sem se observar, toda sua observação é a respeito dos outros, e isso não é de nenhuma ajuda.

Use essa energia da observação para uma transformação do seu ser. Isso pode trazer para você tanta bem-aventurança e tanta bênção que você nem mesmo pode sonhar à respeito.

Um processo simples, mas uma vez que você comece a usá-lo em você mesmo, ele se torna uma meditação.

Pode-se fazer meditações a partir de qualquer coisa. Qualquer coisa que o leva a você mesmo é meditação, e é imensamente significativo encontrar sua própria meditação, pois nesse próprio encontrar, você encontrará imensa alegria. E porque é o seu próprio encontrar, e não algum ritual imposto sobre você, você adorará entrar fundo nela. Quanto mais fundo você entrar nela, mais feliz você se sentirá, tranquilo, mais silencioso, mais integrado, mais majestoso, mais gracioso.

Observe o seu corpo e você ficará surpreso. Posso mover minha mão sem consciência e posso movê-la com consciência. Você não perceberá a diferença, mas eu posso sentir a diferença. Quando a movo com consciência, há uma graça e uma beleza nela, uma serenidade e um silêncio.

Você pode caminhar estando atento a cada passo, isso lhe dará todo o benefício que o caminhar pode lhe dar como exercício, mais o benefício de uma meditação simples fantástica.

Você não deveria deixar passar inconscientemente nem mesmo um único momento. A observação afiará a sua consciência. Essa é a religião essencial, e tudo o mais é apenas conversa.

Mas Waduda, você me pergunta: “Existe algo mais?”

Não, se você puder fazer somente a observação, nada mais é necessário. Meu esforço aqui é fazer a religião tão simples quanto possível. Todas as religiões fizeram justamente o oposto, elas fizeram as coisas muito complexas, tão complexas que as pessoas nem ao menos as tentaram.

Eu lhe ensino, simplesmente encontre um único princípio que se harmonize com você, que esteja em sintonia com você, e isso é suficiente.”

Anúncios

Parabéns pra você, HOJE, que não é seu aniversário!

Aniversário é todo dia, quando percebemos que cada dia é um presente,
Aniversário, é cada amigo, quando percebemos que cada um deles é especial,

Faça os seus dias mais felizes,
Tenha amigos verdadeiros,
Únicos, sinceros, inesquecíveis, especialmente pra você, porque outros iguais nunca haverão.

Tenha momentos de glória, satisfação,
Coloque um grande sorriso no rosto, aquele, que te faça sentir mais especial,
E aproveite tudo que a vida tem pra lhe dar!

Tristeza? Aqui não tem espaço, a imagem no espelho mostra todos os dias que somos tudo o que queremos e podemos ser, e tudo que temos é porque merecemos.

Parabéns pra você, que não é seu aniversário!

Você é realmente feliz ou finge pra agradar a sociedade?

É comum entrar nas redes sociais e encontrar fotos de festas, viagens e pessoas felizes o tempo todo. Ligar a TV e ver propagandas de pessoas sempre sorrindo ou ditando o que é melhor para nossa felicidade já virou rotina. Tudo isso acabou criando uma situação onde todos querem ser e viver como esses modelos, aparentemente felizes. É o que especialistas tem chamado de “a ditadura da felicidade”.

.
“Muitas pessoas gastam o dinheiro que não tem,
Para comprar coisas que não precisam,
Para impressionar pessoas que não gostam.”
Will Smith

Existe uma diferença entre estar feliz e ser feliz. Passar uma tarde com os filhos, ver um filme, comprar algo que acha que precise, fazer uma viagem ou ir a uma festa badalada, podem sim te deixar feliz, em êxtase, momentaneamente, e se pra você isso é ser feliz, aproveite, pois vai acabar.

Manter-se feliz através de consumismo e socialização, é o caminho certo para entrar na depressão e solidão, pois nada será real, concreto. É preciso estar feliz consigo mesmo, dar risadas sem motivos, viver momentos com você mesmo e se sentir bem com isso.

É difícil encontrar a divulgação do cotidiano, do normal, da rotina. Fotos abastecendo o carro, check-in em farmácia pra comprar analgésico pra dor de cabeça, lista do supermercado, fotos da oficina mecânica porque o carro quebrou. As pessoas não querem saber dos problemas, afastam-se de você no primeiro sinal de dificuldade porque elas não querem isso pra elas nem é problemas delas. Com isso forma-se um padrão de amizades temporárias reforçando a ditadura da felicidade, onde só podemos viver e divulgar o que é “felicidade” tornando-nos cada vez mais solitários e artificiais.

Segundo o novo censo estamos cada vez mais “felizes” e mais sozinhos. Esse mesmo censo afirma que nunca estivemos tão acima do peso com chances de desenvolver problemas de saúde e em seguida reforça que estamos cada vez mais estressados, ingerindo cada vez mais ansiolíticos e antidepressivos. Mas “estamos felizes” e cada vez mais vazios, ocos por dentro, onde a felicidade se transforma num buraco negro difícil de preencher.

Quantas vezes ouvimos um amigo, um parente dizer: “Estou falando isso pra sua felicidade.” Mas será que o que é felicidade pra eles é para você? Será que o padrão ditado pela sociedade onde trocar de carro todo ano, ter um emprego considerado normal, festejar bodas, é realmente onde podemos encontrar a felicidade? Somos chamados de loucos no primeiro momento que decidimos fazer algo que realmente nos faça feliz, algo inusitado que ninguém esperava que você fosse capaz de fazer. Escute sempre seu coração!

Não se deixe enganar, ninguém é feliz o tempo todo. Todo mundo tem altos e baixos, ninguém é perfeito. Sofremos, choramos e experimentamos. Somos humanos e não vivemos numa redoma de vidro com sentimentos superficiais, porém, tudo muda quando nós mudamos.

É preciso acabar com essa necessidade de querer se mostrar para a sociedade como uma pessoa sempre feliz.

“Quantas vezes a gente, em busca da ventura,
Procede tal e qual o avozinho infeliz:
Em vão, por toda parte, os óculos procura
Tendo-os na ponta do nariz!”
Mario Quintana

Ame, de forma incondicional, pois o amor é fundamental. Cultive amizades realmente sadias e duradouras onde se possa ligar às 3 da manhã pra desabafar e viver momentos inesquecíveis. Tenha sempre alguém ao seu lado no caminho, pois como dizia o poeta: “É impossível ser feliz sozinho!”.

Seja feliz pelo simples fato de acordar, respirar fundo e começar um novo dia. Seja feliz sempre que for possível ser, pelas pequenas coisas da vida, pelos mínimos detalhes. Aproveite o momento. Seja você antes de tudo e de todos.

E você? É feliz ou está feliz?

Saúde Bucal X Alimentação

Hoje vou fugir um pouco dos temas que venho escrevendo. Como estudante de odontologia, criei esse texto para à pedido de Camila Lisbôa, minha prima, arquiteta e estudante de nutrição, dona do blog Beijo no Padeiro, onde ela passa várias dicas de saúde e boa alimentação.

Sabe-se hoje que a alimentação interfere diretamente na saúde bucal e geral do indivíduo. A escolha de uma dieta cariogênica, pode resultar em deformações e consequências na estética e função dos dentes.

Classifica-se como dieta tudo aquilo que um indivíduo escolhe para comer, podendo ser alimentos sólidos, líquidos ou pastosos, sendo considerada cariogênica, toda dieta que propicia a manifestação da cárie.

A cárie é uma doença transmissível, pela passagem de bactérias de um meio bucal a outro, através da troca de fluidos salivares (durante um beijo, por exemplo), e infecciosa, que surge na boca pelo processamento de carboidratos fermentáveis, principalmente a sacarose, por ação de bactérias orais, que liberam ácidos que geram erosões no esmalte dentário. Estas, na maioria das vezes, são decorrentes de dieta inadequada e higiene bucal deficiente, podendo ser evitadas se diagnosticadas precocemente.

Pode-se identificar ou suspeitar de uma lesão de cárie, através de manchas com coloração branca opaca ou acastanhada opaca nos dentes. Essas manchas podem ser vistas pelo próprio paciente no reflexo do espelho. Entretanto, antes do auto-exame, é necessária a remoção de toda placa bacteriana existente na superfície do dente através da escovação e uso do fio-dental. As manchas de cárie podem evoluir ou não para cavidades, levando a um possível tratamento de canal ou perda do órgão dentário.

Já a erosão ácida pode ser proveniente da ação de bactérias (causando a cárie); gástrica (refluxo, vômito); ou ingestão de alimentos e afeta todo tipo de gente, independente da idade ou gênero.

O ácido quando entra em contato com a superfície do dente enfraquece-o, provocando a perda de conteúdo mineral. Se o dente ficar em contato com o ácido por muito tempo, ou se for escovado logo depois, não haverá tempo para a saliva remineralizar o dente e este não se recupera. Por isso recomenda-se a escovação dentária ocorra uma hora após a ingestão de alimentos ácidos. A erosão ácida pode levar ao aumento da sensibilidade, às alterações da textura, da forma e da cor dos dentes.

Pesquisadores do Instituto de Saúde Oral da Universidade de Rochester, nos Estados Unidos, afirmam que a ingestão de bebidas ácidas podem comprometer o esmalte dentário, muitas vezes, de forma irreversível.

Um estudo feito por Yan Fang Ren, pesquisador do Instituto, mostrou que um simples suco de laranja pode diminuir a dureza do esmalte dentário em até 84%. “A maior parte das bebidas, incluindo refrigerantes, sucos de frutas e energéticos são ácidos por natureza” afirma Ren. “Nossos estudos demonstraram que o suco de laranja, como um exemplo, pode potencializar de forma significante a erosão dos dentes”. Ou seja, quanto maior o contato dos dentes com bebidas ácidas, mais severas serão as erosões.

Fatores que podem diminuir o aparecimento de cáries e erosões:

  1. Evitar a ingestão de alimentos açucarados – caso não seja possível, deverão ser ingeridos junto às principais refeições – seguidas de limpeza adequada dos dentes;
  2. Usar fio dental, escova e pasta de dentes com flúor após as refeições e antes de dormir;
  3. Não reter os alimentos na boca por muito tempo;
  4. Evitar fazer bochechos ao ingerir líquidos;
  5. Se beber refrigerantes ou bebidas gasosas, beba-os de forma rápida ou use um canudo até o fundo da boca. Isso diminui a exposição do ácido às superfícies dos dentes.

É importante manter o hábito da boa alimentação aumentando a ingestão de alimentos leves e saudáveis, mastigando-os calmamente e evitando os mais ácidos. Além disso, uma higiene oral adequada depende da escovação pós prandial e visitas periódicas ao dentista, que irá fornecer orientações acerca de procedimentos para melhoria da saúde bucal, bem como realizar avaliações a fim de prevenir erosões e cáries.

Quando foi sua última visita ao dentista? Será que você ficaria feliz em beijar sua própria boca?

Fonte: Scientific Blogging

Mercado saturado ou mudança de foco?

Já parou pra notar que basta querer mudar o ramo de atividade profissional e aparecem várias pessoas com a mesma idéia ou vários concorrentes?

Esse é um dos motivos pelo qual a maioria das pessoas pensam que seu mercado está saturado e acabam desanimando. A mudança de foco faz você ficar mais atento à presença dos concorrentes, às dificuldades e desafios. Por isso muitas empresas fecham as portas com menos de 5 anos de atividade, segundo o SEBRAE.

“Mantenha o foco naquilo que acreditas, derrame toda a energia que há em ti e acima de tudo, tenha atitude. Acredite que você é capaz, nunca duvide das possibilidades, tudo é possível.”
Lorena Rodrigues

Um exemplo simples: escolha um dia qualquer da semana, e ao sair de casa escolha uma cor (que não seja nem prata nem preto). Escolha um carro qualquer e preste atenção no trânsito. Você vai perceber que a quantidade de carros daquele modelo e cor vão aumentar da noite pro dia. Isso acontece por que você mudou o foco e passou a prestar mais atenção na escolha que fez. Porque não escolher prata ou preto no exemplo? Porque tem muito carro prata e preto, porém se o fizer, perceberá que naquele dia terá muito mais carros prata ou preto. Isso acontece também na vida profissional, passa-se a notar mais concorrentes na área que está envolvido.

Percebe como é tudo uma questão de ponto de vista? Incrível que quando estamos olhando as deficiências de mercado à procura de oportunidades, sempre nos deparamos com “o melhor negócio do mundo”, no entanto, quando se pesquisa mais à fundo, “Uau, não sabia que tinha tanta gente nesse ramo! Acho que vou desistir e procurar outra coisa!” Não é assim que acontece? E aí começam a colocar dificuldade e perdem a motivação.

“Quando saímos do foco, esquecemos que são nossos sonhos que estão em jogo, deixamos de lado muitas coisas importantes, e acabamos colocando em risco tudo que conquistamos.”
Latumia.

Tudo que vem fácil, vai fácil, já diz o ditado. Estamos acostumados com o comodismo e com a facilidade. Você precisa torcer para que seu mercado realmente sature. Quanto maior a concorrência, melhor, sinal que o ramo que está inserido está realmente em expansão, aproveite a onda, faça tudo que já sabe fazer. Saturaaaaa, Saturaaaaa, Saturaaaaa!

Em qualquer ramo de atividade que queira investir, foco, atendimento ao cliente, um bom produto e inovação (nessa ordem), são quem vão fazer você ter sucesso. Procure um profissional, monte um plano de negócio, estratégias de atendimento e expansão e acima de tudo escute seu coração.

Entenda que, exatamente por estar com o foco alterado, você já esta em vantagem em relação à concorrência. A maioria está pensando nas contas, nos problemas, no funcionário que não trabalha direito, porém, é assim em qualquer negócio, a diferença está nos detalhes e na atenção empregada. Não se pode desanimar diante das adversidades, faça o diferencial e procure inovar. Ajuste o foco para diminuir as distrações e pé na tábua!

Como está seu foco? Lembre-se que a grama do vizinho sempre está mais verde! Seria você o vizinho que todos admiram?

Tenha paciência, tudo acontece no tempo certo

Saber esperar é simplesmente dar tempo ao tempo, que é necessário para o amadurecimento das nossas atitudes e é responsável pela dar à tudo um começo, meio e fim tornando a vida mais produtiva.

Sofremos com a indústria da pressa e do sucesso, onde tudo é pra ontem, vivemos em uma sociedade que valoriza mais a chegada que o caminho.

“Se fiz descobertas valiosas,
Foi mais por ter paciência do que qualquer outro talento.”
Isaac Newton

É natural quando se entra num novo emprego ou se ganha uma promoção, ficar animado, ansioso, se encher de planos e aumentar as dívidas, e por esse motivo você pode se tornar estressado, insatisfeito ou frustrado.

Quando você define seus sonhos é natural querer pular etapas e conquistá-los de uma vez. Porém, nem sempre o atalho é o caminho mais curto. É preciso paciência, planejamento e metas, afinal, tudo acontece no seu devido tempo, e o fato de pular etapas pode atrasar a realização dos seus sonhos por falta de experiência.

Não é fácil criar o hábito da disciplina e da paciência para conquistar o que se almeja. Na Alemanha cria-se esse hábito desde criança. Os pais deste país educam seus filhos para fazerem planos à longo prazo e com isso conseguirem concretizar seus sonhos. Se querem comprar um carro, uma casa, começam a economizar alguns anos antes e paga-se à vista.

Estamos vivendo na era do consumismo. Basta lançar uma novidade no mercado ou mudar a tendência de moda e já ficamos loucos pra ter. Quem nunca desejou um iPhone, iPod, iPad, ai ai ai ai ai? Interessante que podem até dizer, “Não me interesso por isso”, mas será que não se interessam de fato ou não tem dinheiro pra comprar?  Algumas pessoas trocam de celular à cada 6 meses, vou um pouco mais longe. Sapatos! Nossa! Existem verdadeiros viciados em sapatos, na sua maioria mulheres que às vezes nem os usam, mas o simples fato de tê-los porque está na moda já é motivo de satisfação e prazer. Nossas vontades passam a ter urgência (desnecessária).

“Tenha paciência. Tudo aquilo que você deseja,
Se for verdadeiro, e o mais importante:
Se for para ser seu, acontecerá.”
William Shakespeare

Podem-se fazer algumas perguntas nesses momentos de “urgência”:

  • Realmente preciso disso agora?
  • Tenho algo ainda em bom estado que faça a mesma função?
  • Quais benefícios isso irá me trazer agora?

Consegue notar que a antecipação e a ansiedade podem te atrasar algumas vezes? Como diz o ditado popular: “Não coloque o carro na frente dos bois!”. E se você aproveitar para se profissionalizar um pouco mais? Fazer um curso, comprar livros? Provavelmente surgiria uma proposta de emprego melhor ou outra promoção, um insight para um projeto novo. É possível! Perceba que esse novo cenário pode te proporcionar coisas de forma mais confortável, sem entrar em dívidas e apertos precisando adiar sonhos.

Dizem as más línguas que quanto mais se ganha mais se gasta. Verdade! Aqueles que não sabem o que fazer com o dinheiro irão gastar mais, por isso é preciso planejamento. Saber quanto se gasta, quitar as prioridades e investir o que sobra é o primeiro passo. Mesmo que sobre 50 reais, já é um bom livro.

Quais sonhos você deixou de realizar pela ansiedade? Quantas vezes se arrependeu por tomar uma decisão antecipada pela emoção do momento? Pense nisso e perceba que você não precisa passar por isso de novo.

O que você sabe não tem valor

O título desse texto é parte de uma frase citada por Bruce Lee, e considerada em alguns sites como provérbio chinês:

“O que você sabe não tem valor algum.
O valor está no que você faz com o que sabe.”
Bruce Lee

.

Estamos vivendo na era da informação. Com o avanço da internet isso é um fato. Hoje podemos encontrar todo e qualquer assunto disponível na web e se tivermos um pouco de paciência, ficamos expert em qualquer coisa, porém, é preciso saber filtrar de onde vem essas informações.

Informação é diferente de conhecimento, e que nos dias de hoje, para se destacar de alguma forma, não é preciso apenas saber, é preciso conhecer e dominar o que se propõe a fazer, ou ao menos procurar se aprofundar no que tem interesse e aplicar isso de forma prática e simples para colher resultados palpáveis. Informação a gente usa para o social, um bate papo em mesa de bar, etc.

Em 2005 um jovem inglês de 21 anos chamado Alex Tew colocou em prática alguns conhecimentos para acumular 1.000.000,00 de dólares e pagar sua faculdade. Publicou um site na web e disponibilizou 1.000.000,00 de pixels para anúncio, à 1 dólar cada pixel. Um detalhe importante é que 1 pixel, não é nada na tela de um monitor, não se pode ver um anúncio com 1 pixel de tamanho, então ele colocou à venda blocos de 100 pixels. Em pouco menos de 6 meses, este jovem conseguiu vender todo o espaço disponível para anúncio e acumular seu primeiro milhão de dólares. Qual a diferença dele para qualquer outra pessoa? Qual o segredo dele? Este jovem tinha um objetivo, usou a criatividade e colocou em prática o que sabia.

O que acho bem interessante é que existem várias pessoas que se dizem saber muito, ter muito conhecimento, e vivem reclamando que a vida não está boa, que tem muitos problemas e contas pra pagar. De tempos em tempos podemos assistir na televisão, reportagens de profissionais (advogados, médicos, engenheiros, etc) em filas de concurso para gari. COMO ASSSIM?  Porque não colocam em prática o que sabem? As adversidades não podem ser usadas como desculpa para o indivíduo ficar estagnado, é preciso pró-atividade e criatividade para sair do lugar, pois tudo que você precisa saber você já sabe.

Uma vez ouvi uma história de um empresário que havia construído uma nova fábrica, era a mais moderna de seu tempo. Certo dia, quando a fábrica funcionava à todo vapor, o gerador de energia parou de funcionar, e consequentemente, a fabricação de seus produtos também.

O empresário prontamente mandou vir de todos os cantos do país os melhores engenheiros para resolverem o problema. Um a um, eles, ficavam horas tentando consertar o gerador e por fim desistiam, sem conseguir solucionar a questão. Sem mais escolhas, o empresário mandou chamar um engenheiro fora de seu país. Este entrou na sala com um martelinho e, com algumas batidinhas, em cinco minutos fez toda a fábrica voltar a funcionar.

Na manhã seguinte o empresário recebe a conta do serviço: 10.000,00 dólares. O empresário ficou indignado com o valor, e mandou um novo bilhete para o engenheiro dizendo:”Você não acha 10.000,00 dólares muito dinheiro por apenas cinco minutos de trabalho?”

Ao que o engenheiro devolveu o bilhete com a seguinte correção:
– Por cinco minutos de trabalho…:        10,00 dólares
– Por saber onde estava o defeito:   9,990.00 dólares
Total……………………………….: 10,000.00 dólares

Obs.: Dizem as más linguas que a história acima é referente à Henry Ford e Thomas Edison, como não encontrei nada à respeito, preferi generalizar, o que não muda a lição.

Quem aplica o que sabe, determina o seu destino. O sucesso ou o insucesso é definido por apenas um detalhe “saber onde está o defeito”.